O que fazer em Quebéc (Canadá)?

5 out

Quando ir

O clima da província de Quebéc é temperado , a temperatura média anual é em torno de 7°C

A melhor época para se ir é no Verão (junho à setembro), a temperatura média é em torno de 20°C

Os invernos (dezembro à março), são longos e frios, a temperatura média é em torno de -14°C, e tem o seu charme também , apesar do frio , a cidade muda de aspecto com a neve e com os enfeites de natal.

Fevereiro: carnaval em Quebéc e conhecer o hotel de Gelo

image

Quantos dias ficar?

3 dias é o mínimo que você precisa para conhecer os pontos turísticos recomendados por aqui

image

Onde ficar

Dentro da cidade murada, que chamam de Old Quebéc (alta e baixa vila),

Me hospedei no Fleur de Lys, que é bem perto do Frontenac e do terraço de Dufferin, recomendo este hotel pelo custo-benefício comparado aos outros, pela super atenção na qual fomos recebidos, quarto bom e silencioso, com banheira e cama confortável.

image

O café da manhã não está incluso na diária, mas custa 10 cad (dólar canadense) por pessoa, e é delicioso, com croissants divinos. O único problema são os quartos de cima (que são melhores) que é necessário subir de escada com as malas, mas o pessoal da recepção nos ajudou, e não há garagem.

hotel-chateau-fleurs-de-Lys-54d68ad1281f9

Voltaria a me hospedar nele novamente e indico sim , nos atenderam super bem! Diárias em torno de 400,00, para ver mais , clique aqui

hotel-chateau-fleurs-de-Lys-54dd3b639dc98

Veja outras sugestões, os preços foram de setembro de 2015, pode ser que tenham mudado:

Hotel Fairmont, diárias em torno de 600,00 reais, para ver mais , clique aqui

Hotel Saint Anne, diárias em torno de 300,00 reais, para ver mais, clique aqui

Hotel Clarendon, diárias em torno de 407,00 reais, para ver mais, clique aqui

Hotel Le Saint Paul, diárias em torno de 300,00, para ver mais , clique aqui

Hilton Quebec, diárias em torno de 600,00, para ver mais, clique aqui

Le Clos Saint Louis, diárias em torno de 522,oo, para ver mais ,clique aqui

Hotel Manoir Victoria, diárias em torno de 419,00, para ver mais , clique aqui

O que fazer

O que fazer em Quebéc?

Entendendo Quebéc!

É a maior província do país, sendo a capital, e a única cidade murada da América do Norte. É a 2° mais populosa, com 8.215 milhão até 2014, a população é descendente francesa (franco-canadiano), e os franceses que colonizaram o país naquela época (1763) estavam interessados na comercialização de peles de animais. Para ver o vídeo de lá, clique aqui

image

O nome Quebéc significa "estreito" em algonquino, em referência ao trecho estreito do rio São Lourenço que se passa  por lá. A cidade é grande, mas a parte mais turística é dentro da cidade murada ou Old Quebéc, que é patrimônio mundial.

image

 Dá para se fazer todas as atrações a pé e é bem fácil o deslocamento, veja no mapa abaixo, que a cidade é dividida em Alta (a parte em laranja) que você conhece o hotel Frontenac, a citadelle, e o terraço Dufferin, e a parte Baixa (em azul) que na minha opinião é mais charmosa ainda e se encontra a catedral Notre-Dame. E na parte verde você pode conhecer o Mercado.

image

Saindo da parte murada, pelos portões, que são 3; pelo portão (porte St-louis), você já dá de cara com o Parlamento e a famosa avenida Grande Allée Est que é repleta de restaurantes e é nela que você encontra o Restaurante Giratório 360°, que dá para se ver a cidade toda de Quebéc e vale muito a pena! Veja no mapa abaixo , que está tudo circulado indicando os lugares.

image

E por último, grifado em laranja, para ir a Ilha de Orleans, St. Anne de Beaupré e a cachoeira Montmorency (recomendo ir de carro neste dia e aproveitar e ir no Mercado também com o carro, pois é perto mas um pouco desgastante ir a pé).

image

image

Então no 1° dia recomendo que você conheça toda cidade alta e baixa andando por suas ruas e depois volte da cidade baixa para à de cima pelo funicular que custa 2,25 cad e funciona até meia noite. Começando pelo Forte (Citadelle) às 10h para ver a troca de guardas, o ingresso custa 16cad por pessoa e o horário de funcionamento de 9h às 18h no verão, mais informações aqui

image

Para quem não sabe o Forte Citadelle, é o mais antigo edifício militar do Canadá e residência oficial tanto do Monarca canadense e o Governador geral, e diariamente ao meio dia, um canhão é disparado, cujo o som pode ser ouvido em toda a cidade de Quebéc.

image

image

Passe o portão (Porte St.Louis) e conheça o Parlamento , você pode fazer um tour gratuito e guiado dentro dele em torno de 1h de visitação, mas é necessário agendar, veja os horários (em torno de 9 às 16:30 verão) e mais informação aqui ou aqui

Portão

Portão

image

Parlamento

Depois suba pela Grande avenida Alleé Est, que é muito bonita e dê uma parada, nesta mesma avenida, no Restaurante Observatório (360°) para apreciar a vista e comer ou tomar algo.

Grand Alleé

Grand Alleé

vista do restaurante

vista do restaurante

Volte para dentro da muralha, e conheça o hotel Château Frontenac, este monstruoso hotel com 650 quartos e 77 metros de altura foi inaugurado em 1893. À qualquer hora você pode entrar dentro dele para conhecê-lo e subir no último andar que abriga um observatório com uma vista espetacular, veja mais aqui

image

o Frontenac foi um dos hotéis-castelos construído pela ferroviária (Canadian Pacific Railway), no final do século XIX e começo do século XX, e o objetivo desta construção luxuosa em estilo europeu era para agradar as elites, que não aguentavam tantas horas de viagem de um ponto ao outro (Quebec para Banff ou Vancouver ) em torno de 5 dias e para incentivar o turismo.

image

Na segunda guerra mundial, Franklin Roosevelt, presidente dos Estados Unidos, Winston Churchill, primeiro ministro do Reino Unido e William King , primeiro ministro do Canadá, reuniram-se na cidade para discutir o rumo da guerra, hospedando-se no Frontenac, sendo os únicos permitidos no hotel, por segurança.

image

Saindo do hotel, você já encontra o terrasse-Dufferin, um grande calçadão com vista para o rio São Lourenço com banquinhos para se sentar, e as escadas e o Funicular para descer para a cidade baixa. Além desses pontos, ande por entre as ruas da cidade alta que são lindas e depois desça para baixa. Se quiser fazer o passeio de charrete, custa 90cad:

IMG_0063

image

image

Na parte baixa, não deixe de visitar a Catedral Notre-Dame, localizada neste local desde 1647, a catedral foi destruída pelo fogo 2 vezes ao longo dos séculos, e reconstruída,  para mais  clique aqui e um grande painel pintado a mão, o Fresque des Québécois.

Notre Dame

Notre Dame

Pintura

Pintura

Cidade Baixa

Cidade Baixa

No 2° dia, alugue um carro e vá ao mercado de frutas (le Marché du Vieux-Port),  aberto de 9h às 18h, veja aqui, aproveite e compre lanchinhos para fazer um picnic

image

Depois vá a ilha de Orleans, à uns 15 km de Québec, é uma região bem rural às margens do rio São Lourenço, a população em torno de 7 mil habitantes vivem à base da agricultura e ao turismo. As pequenas propriedades familiares produzem queijos, vinhos, doces, pães, frutas e verduras e se orgulham em exibir seus produtos, quase tudo pode ser provado antes da compra.

Igreja da ilha.

Igreja da ilha.

Seus moradores são , em boa parte, membros das 300 famílias francesas que originalmente colonizaram a região. A parte mais bonita é a região Sainte-Petronille, Pierre e Laurent. Lá você encontrará diversos restaurantes, galerias de arte, chocolateria, na qual fiz a festa (rs), e uma vinicultura na qual paramos para experimentar o vinho

image

image

Lá pode se fazer gratuitamente a degustação de 1 vinho, e para mais paga-se 2cad por pessoa.

IMG_0014

IMG_0017

E a chocolateria:

IMG_0010

IMG_0008

Depois vá as cachoeiras Montmorency, quase em frente a ponte da ilha de Orleans, as quedas são de 84 metros de altura ou seja 30 metros superiores à Niágara Falls. Há escadas que permitem os visitantes ver as cataratas por várias perspectivas diferentes, passe pela ponte de suspensão ou ande pelo bonde aéreo, veja mais aqui

IMG_0024

Seguindo viagem, a próxima parada é no Santuário Sainte Anne Beaupré, mais uns 15 km à partir de montmorency, e foi neste local que paramos para fazer um picnic, o estacionamento é 1cad somente,veja mais aqui e um pouco mais acima está o Canyon St. Anne, veja aqui!

image

No 3° dia, deixo-o livre, para fazer o que quiser, seja repetir uma atração que gostou, ou fazer alguma que não deu tempo, ou até ir em algum dos vários parques de Quebéc!

image

Então é isso, espero que essas dicas lhe ajude e que você faça uma ótima viagem!Qualquer dúvida estou a disposição! E se gostou e quiser receber sempre em primeira mão dicas exclusivas de viagem, cadastre seu e-mail agora aqui no site, é super simples e fácil e ainda você recebe um e-book totalmente gratuito com dicas de como organizar uma mala!

E te espero também em nossas mídias sociais: facebook: viagemcafeeprosa, youtube: viagemcafeeprosa e instagram: viagemcafeeprosa , é só clicar e já começar a seguir!

Quer um roteiro personalizado para sua próxima viagem? resolvemos para você, é só entrar em contato: alicemasalles@yahoo.com.br

Acho que você também pode se interessar em:

1 dia em Niágara Falls

A charmosa cidade de Niágara on the Lake (Canadá)

3 dias no lindo Parque Nacional de Banff (Canadá)

Onde comer

Comer bem em Quebéc, esse é o lema! Pelo menos para nós foi a experiência, gostamos dos restaurantes que fomos e aqui deixo minhas sugestões:

Saint - Amour: restaurante do chef Jean-Luc Boulay, comida excelente, fomos na hora do almoço e nossa conta deu em torno de 30 cad (entrada, prato principal, bebidas e a sobremesa que foi cortesia da casa), compensa reservar, o restaurante fica na rue saint ursule 48, site, e do mesmo dono tem o outro restaurante que chama Boulay, 1110 rue Saint Jean

image image image Pub Saint Alexandre: com música ao vivo todos os dias no estilo blues, jazz e folk, é um pub super animado para ir à noite, na rue Saint Jean 1087, site image Restaurante Restos Plaisirs, Ciel Bistrô, no Observatório 360°: esse restaurante você terá a vista toda de Quebéc em 360°, é necessário reservar, sitena rua Grand Alleé image Unique Bello: cozinha Italiana, restaurante super na moda lá, é necessário também reservar, site, na rua saint Louis 73 image image Metropolitain: restaurante de comida Japonesa, na Avenue Cartier 1188, rua à direita assim que acaba a Grand Alleé, que também é uma rua muito bacana para se conhecer, site image image Mercado Le Marché du Vieux Port: mercado com tudo que você imaginar, na rua Saint André Quai 160. image Beaver Tails: tipo uma massa recheada com vários sabores, famoso no Canadá, site image Bistrô 1640: na rua Ste- Anne 20, site IMG_0037 Bistrô 1608 no Hotel Frontenac: para tomar algumas bebidas, site image Le Lapin Souté: comida francesa na rue du petit Champlain 52, é necessário reservar, site image Aux anciens Canadiens: restaurante de comida Francesa, na rua Saint Louis 34, é necessário reservar, site image Boulangerie Paillard: padaria na rue Saint Jean 1097, site ou Starbucks no hotel Frontenac, site image Restaurante Le Toast: com o chef Christian Lemelin, na rua do sault au Matelot 17, site restaurant-toast-photo-01_Album-grand Crepe Breton: Rua Saint Jean, 1136, site image Le pub dês Borgia:  na rua petit champlain 12, do lado do funicular, comemos um sanduiche e um cachorro quente muito bons, fora as bebidas! E atendimento nota 10! image Pub St. Patrick: na Rua Saint Jean, 1200, site image Para quem gosta de chá: o David's Tea, tem todos os sabores e mais um pouco, na rua 1049 Saint Jean, site image Experimente Fudge e o Maple Syrup, feito com a seiva da folha de Maple , que representa a bandeira do Canadá, é bem parecido com mel , você encontrará em várias lojas , mas no mercado é bem mais barato, mas caso você não for no mercado, no final da rua Du Petit Champlain, na vila baixa, você encontrará uma loja com o preço mais e conta. maple

Como locomover

Aeroporto ao Hotel:

no aeroporto você já encontra vários táxis disponíveis para te levar, com um preço já fixo de 35,00 cad até a Old Quebec, número de telefone se caso precisar: taxi coop 525-5191

Na Old Quebéc:

À pé mesmo.

Para ir a ilha de Orleans, Saint Anne e Montmorrency:

Recomendo alugar um carro, aqui no site tem a opção, clique aqui para ver os preços, em torno de 188,00 reais a diária, e os estacionamentos em Quebéc custam em torno de 20 cad.

Como Ir para Quebec?

De Toronto: pegamos o avião da companhia Porter, no Island Airport Toronto, ou seja nas ilhas de Toronto, lá no porto pegamos uma balsa para carro, e deixamos o carro que tínhamos alugado no próprio estacionamento do aeroporto, o ticket da balsa já estava incluso quando alugamos o carro, pois não precisamos pagar, mas se caso precisar , o valor é de 11 cad por carro.

São 2 horas de voo de Toronto a Quebéc

Tem a companhia WestJet que também faz Toronto - Quebéc, e Quebéc - Calgary (aeroporto mais perto de banff), e são 4 horas de viagem.

De carro?

São umas 7 a 8 horas , recomendo só se você for fazer, Ottawa e Montreal também , pois aí você vai de Toronto a Ottawa que são 4h de viagem e depois Ottawa a Montreal mais 2 h de viagem e finalmente Montreal a Quebéc mais 2h 40min, assim você pode parar no meio do caminho e conhecer essas outras cidades também.

Recomendo utilizar o aplicativo Navmii no seu celular, ele é um GPS off-line na qual você baixa o mapa do Canadá e pode seguir viagem tranquilamente, usamos todos os dias e não nos decepcionamos! Se quiser saber mais, leia este post, que fizemos sobre ele.

Como abastecer?

Assim que você retira o carro no aeroporto eles já te entregam com o tanque cheio , a gasolina em setembro de 2015 estava custando 1,20 dólares canadenses ou CAD, veja aqui os preços,  se precisar, é só ir no posto de gasolina , colocar o valor que quer em gasolina e seu cartão de crédito e depois abastecer, em alguns postos que você não ver o lugar de colocar cartão de crédito é só abastecer e depois pagar no balcão de alguma conveniência que terá por lá.

image

Como estacionar?

Nas ruas de Quebéc é necessário você pagar um valor pelas horas que seu carro vai ficar estacionado, assim que estacionar, você verá isso:

image

grave o número e vá em uma máquina que estará ao redor para pagar a taxa, e depois deixe o recibo no vidro do seu carro. O valor depende das horas, mas é mais ou menos em torno de 2,00 cad.

image

Dicas importantes

O Francês é o único idioma oficial de Quebéc, mas sendo uma cidade turística em qualquer lugar que se vá, eles sabem falar o inglês também.

Em Quebéc são 1h a menos do que no Brasil, ou seja, se aqui é 11:00h lá são 10:00h

O sol se põe tarde em Quebéc às 20:00h

Precisa de visto, veja como tirar aqui

Levar um adaptador, pois as tomadas de lá são diferentes das daqui, veja:

download-1

Moeda: dólar canadense, este post é de setembro de 2015, e nessa época o dólar estava 2,88 cad = 1,00 real

Gorjetas: não vem na conta, mas tem que dar, deixe de 10% a 15%, o ideal seria 15% (sem as taxas do governo), e se o serviço for muito bom geralmente eles deixam até 20 a 25%!

Levar toalha, copos, bandejas e talheres descartáveis, saquinho de lixo, abridores para o picnic

Curiosidades:

A bandeira de Quebéc, é azul e tem como símbolo a flor de Lis

O Emblema é "Je me souviens", que significa "eu me lembro"

quebec-bandeira-1

Compartilhe!

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

*

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>